Artigos

Coaching: Surgimento e origem


Damaris Pádua – Coach (Instituto de Coaching Compratica)
www.iccompratica.com.br

Ouve-se muito falar sobre Coaching, porém, sabe-se pouco. Hà relatos desde 1.500 quando este nome foi dado aos condutores de carruagens, na idade média, em território europeu.
Coaching é uma palavra inglesa “Coache” de origem do medieval e do atual “coach”, que teve origem Húngara (Kocsi), que significa carruagem. Você deve estar se perguntando: por que Húngara? Kocs é uma cidade que fica no condado de Komárom-Esztergom, situada às margens do Rio Danúbio onde dá entrada e liga Viena (Áustria) à Budapest. No sec. XV produzia carruagens e as mais cobiçadas pelo conforto que ofereciam eram chamadas de kocsi szeker.

Para uma melhor compreensão identifica-se Coach por dois significados:
Veículo para transporte de pessoas, originalmente carruagem. No sec. XVIII o Coach era o Tutor que as famílias contratavam para orientar e ler para as crianças aquilo que elas deveriam estudar enquanto andavam de carruagem e dizia-se que as crianças foram coached, em uma tradução, diziam que as crianças foram instruídas dentro da carruagem.
E o outro significado é que a partir do séc. XX houve um salto do significado acadêmico para o de coach (treinador), as universidades americanas começaram a chamar seus professores, mestres e instrutores de atletas esportivos deste modo.
A palavra coach caiu em desuso a partir de 1910 e observa–se, através de estudos, que voltou a ser usada novamente em 1950 no gerenciamento humano para melhorias contínuas.
Em 1960, na cidade de Nova York, um programa educacional introduziu pela primeira vez habilidades que hoje são conhecidas em processo de Coaching de Vida. Este programa foi transportado para o Canadá e melhorado com a inclusão do tema resolução de problemas.
Em 1970, nos Estados Unidos, o executivo americano (Tim Gallwey) ao se sentir esgotado dentro de uma organização, decidiu ser técnico de tênis e percebeu que os maiores oponentes de seus alunos não eram os concorrentes e sim suas próprias limitações. Foi quando mudou seu formato de aula, ao invés de treinar seus alunos frente a frente, começou a trabalhar ao lado deles buscando novas opções a cada jogada. Obteve tanto sucesso com o método que foi autor do Best seller “O Jogo Interno do Tênis” (The Inner Game of Tennis). Baseando-se nos métodos de Gallwey, os Americanos despertaram para a metodologia de “Coaching” de forma a testá-la em outras áreas, começando pelo setor empresarial até descobrirem que o método poderia ser utilizado em todas as áreas que necessitassem de melhorias. Sendo sua base a humana, tudo se transformava a partir do desenvolvimento daquele que aceitasse passar pelo processo.

Histórico do “Coaching” no Brasil
No Brasil, surgiu em 1970 através de associações esportivas para somente depois entrar na área empresarial que recebeu de braços abertos a metodologia de “Coaching” que ainda mantêm o seu significado original de conduzir o indivíduo para uma etapa mais avançada do seu mundo. Já está sendo referência nas grandes organizações brasileiras contratar um “Coach” para desenvolver os executivos e suas equipes. Percebe-se que essas empresas que contratam um bom “Coach” se destacam no mercado frente a seus concorrentes. O mesmo histórico aconteceu nos Estados Unidos, fonte: Revista Harvard Business Review, 2009.

Evolução do Coaching
1500 Surgiu o uso do termo na Inglaterra;
1850 Começou a ser utilizado no meio acadêmico como tutor;
1950 Pela primeira vez foi utilizada como habilidade no gerenciamento humano;
1960 Em nova York foi utilizado em um programa como conceito de vida;
1970 Surgiu na Europa e no Brasil no meio esportivo;
1980 Conceituou-se Coaching Executivo;
2010 Utilizado em diversas áreas (Pessoal e Profissional).

A palavra Coach traz o sentido de transportar ou levar a pessoa e a ideia de apoiar o individuo a sair do “estado atual (ponto A)” para um “estado desejado (ponto B)”.
Ainda percebe-se muita dificuldade nas famílias brasileiras em aproveitarem os métodos do “Coaching” para desenvolverem melhor seus relacionamentos pessoais e profissionais, isso devido à falta de informações sobre seus resultados, sendo que aqueles que passaram pelo "Coaching" dizem ter melhorado 80% a convivência entre o meio profissional e pessoal. Fonte: pesquisa COACHES ASSOCIADOS, 12/2012 – Bauru-SP.

Outras Informações

Voltar